Photography, flower and love.

Html/CSS by Ana Flávia

Lueine Tuany

Tão sensível ao charme das coisas simples da vida... Se deixar passar essa chance, então, com o tempo, seu coração ficará tão seco e quebradiço quanto meu esqueleto. Ela prefere imaginar uma relação com alguém ausente do que criar laços com aqueles que estão presentes.Talvez faça de tudo para arrumar a vida dos outros. Mas, E ela? E as suas desordens? Quem vai arrumar isso? O tempo se encarregou de lhe dar alguém para ajudar nisso. Ela gosta mesmo de estratagemas. É, nós aqui sabemos o quanto ela é ardilosa! Na verdade é um pouco covarde. Por isso não consigue captar seu olhar. São tempos dificieis para os sonhadores. Mas mesmo assim, ela insiste e insiste em sonhar.

Me chamo Lueine, mas você pode me chamar de Lu, Lui ou anny, tenho 23 verões muito bem vividos, cheios de surpresas e aprendizados, adoro fotografar, escrever, ler, ouvir música e me perder entre as fotos de lomografia, amo as paisagens lindas da natureza, o pôr do sol, o cheiro da chuva, andar descalço sob a grama, seriados, filmes, desenhar, cutomizar coisas, conversar horas com os amigos etc...

Gmail facebook flickr @Lueine instagram We❤It

Ask-me Anything

Be happy

Thanks:

Desandro, for jQuery Masonry (grid)
Dynamic Drive, for Scrool To Top script
Infinite Scrool, for Infinite Scrool script
Cufon, for custom font (Windsong Regular)
Like Button, for Heart Button script
CSS Tricks, for HTML5 and CSS3 tutorial
Fancybox, for Mac-style Lightbox
Icon Sweets 2, for icons' posts

Themed by anaflaviacador.com

Não sei por quanto tempo aguento mais a sua insegurança. De alguma forma me vejo em você, em tempos distantes mas vejo, me incomoda saber o que eu era o quanto tempo perdi em ser feliz para somente desconfiar, acusar, desrespeitar. Poderia ter vivido, mas apenas existi em um relacionamento. Provoquei tudo que passei, que sofri, porque não sabia viver o momento.
Dane-se os passados, os beijos, as transas que teve antes de mim. Dane-se o que viveu antes de mim. Antes de mim você apenas existia, hoje tem alguém que planeja jantares românticos nos lugares mais caros pra talvez você acreditar no que sinto. Abriria mao de meses de roupas e sapatos novos, pra uma noite com você em um lugar exclusivo, em uma vista da cidade daquelas que os casais vivem em filmes, no terraço de hotéis e casas.
Abri mao de tanta coisa por você, conquistei tanta coisa por sua causa, não seria ingrata de fingir sentir algo. Sou do tipo de pessoa que se não ama não está lá. Não faz questão de dormir abraçada sentindo o calor do seu corpo, não fica admirando secretamente você assistindo, dormindo, concentrado em algo, não faria desenhos seus por todos os lados, não falaria a toda hora de como se conheceram na faculdade.
Abriria mão de tudo por você, não acho ruim a vida com você, cada conquista foi única, cada lugar que conheci, cada coisa que tive, que não teria ou viveria sem você. Só não posso abrir mão de viver normalmente pra viver te provando o que sinto, pra reconstruir uma segurança que talvez alguém tenha destruído em você, isso é cada um que faz, não posso mudar suas falhas características. Estou aqui e te amo, amo cada defeito ridículo que você tem, amo quando me ama do jeito que não imagino ninguém fazendo. Mas estou aqui, parada na sua porta, não posso te obrigar a aceitar o que senti nem acreditar no que sinto agora, estou aqui, venha e me pegue ou desgaste o que começou tão impecável até sobrar apenas pó da forma sólida que um dia fomos.

Photo HighRes!
Photo HighRes!